UBE: 58   ANOS DE LUTAS EM DEFESA DO AUTOR POTIGUAR

 

 

 

Para o historiador José Honório Rodrigues, no clássico A Pesquisa Histórica no Brasil, Edições Melhoramentos, afirma:

                                                       “a pesquisa histórica é descoberta exaustiva e diligente de novos fatos      históricos, a busca da documentação que prove a existência dos mesmos, permita sua incorporação ao escrito histórico ou a revisão e interpretação nova da História”

Foi com base nessa premissa que o escritor Francisco Martins pesquisando na biblioteca da Academia Norte Rio Grandense de Letras do RN descobriu uma pasta com importantes documentos: ofícios, recortes de jornal, estatuto e um extrato de ata confirmando a data de 14 de agosto de 1959, às 20h50, no Instituto Histórico e Geográfico do RN como a data oficial de fundação da União Brasileira de Escritores, secção do Rio grande do Norte. Portanto, há cinqüenta e oito anos e não conforme livro de atas (segunda fase) que indicava 16 de novembro de 1984 no Salão dos Grandes Atos da Fundação José Augusto com a presença de Fagundes de Menezes. Assim, a UBE/RN tem três fases: 1ª fase (14.08.1959), 2ª fase (16.11.1984) e 3ª fase (23.03.2006).


1ª fase. A idéia partiu do jornalista, escritor e magistrado Edgar Barbosa durante a Semana de Estudos Euclidianos, promovida em Natal/RN, com o apoio de diversas instituições. Na histórica reunião de 14 de agosto de 1959, às 20h50, no IHGRN com a presença do escritor Umberto Peregrino, Aldo Fernandes, Edgar Barbosa, Alvamar Furtado, Grimaldi Ribeiro, Dióscoro Vale, Raimundo Nonato e Manoel Rodrigues. A diretoria aclamada para a organização da UBE – Secção do Rio Grande do Norte – ficou assim constituída: Raimundo Nonato – Presidente; Manoel Rodrigues de Melo, Vice-Presidente e Afonso Laurentino – Secretário . Essa Diretoria Provisória preparou o Estatuto e organizou o processo eleitoral em 14.11.1959, três meses depois, sendo eleitos os seguintes escritores para o biênio 1960/1961:


(1ª Diretoria)

Raimundo Nonato da Silva, Presidente; Paulo Viveiros, 1º Vice-Presidente; Manoel Rodrigues de Melo, 2º Vice-Presidente; José Saturnino de Brito, 3º Vice-Presidente; Afonso Laurentino Ramos, Secretário Geral; Berilo Wanderley, 1º Secretário; Leonardo Bezerra, 2º Secretário; Antídio de Azevedo, 1º Tesoureiro; Jaime dos G. Wanderley, 2º Tesoureiro.


Conselho Fiscal: Câmara Cascudo,Edgar Barbosa , Alvamar Furtado, Esmeraldo Siqueira e Américo de Oliveira Costa.


Vogais: Antônio Soares Filho, Vingt-un-Rosado, Jurandir Barroso , Zila Mamede e Veríssimo de Melo.


Através de um Comunicado endereçado ao Presidente da UBE nacional , escritor Peregrino Júnior, datado de 19.11.1959, o presidente da UBE/RN, escritor Raimundo Nonato da Silva comunica da eleição da 1ª diretoria da entidade, bem como solicita a filiação da UBE/RN à UBE, com sede no Rio de Janeiro.


Em 21.01.1960 foi fundada uma sub-seção da UBE/RN: Jaime Hipólito Dantas, João Batista Rodrigues, Vingt-um Rosado e Manoel Leonardo Nougueira.


Outra curiosidade: o Estatuto tinha 3 tipos de sócios:1. Sócios Efetivos (fundadores e efetivos). 2. Sócios Honorários e 3. Sócios Beneméritos.


2º fase. Inicia-se com a vinda de Fagundes de Menezes em 16.11.1984, no Salão dos Grandes Atos da Fundação José Augusto, na presença de 18 intelectuais. Curioso notar que a escritora Zila Mamede participou das duas fases, sendo inclusive Vogal da 1ª Diretoria da UBE (1960/1961) e sócia fundadora na segunda fase. Outra curiosidade: Dom Nivaldo Monte também participou das duas fases.


3ª fase. Inicia-se em 23 de março de 2006 com uma reunião de reorganização, na sede da Academia Norte -rio-grandense de Letras, contando com a presença de 7 escritores e vem até os dias atuais: Anna Maria Cascudo Barreto, Eduardo Antonio Gosson, Lívio Oliveira, Pedro Vicente da Costa Sobrinho, Nelson Patriota, Manoel Onofre de Souza Júnior e Racine Santos.


Eduardo Gosson preside a UBE/RN