Meu querido:

 

 

Já  ouvi dizer  que sou um pai chorão e inconformado. Repetindo JESUS, digo-lhes: -Vocês  não sabem o que dizem! Só quem passa por essa  experiência é que pode avaliar a extensão desta dor! O resto é miudeza  de armarinho.

 

Não sei  porque DEUS autoriza alguém partir aos vinte e oito anos: quando a vida é bela  e cheia de encantos. O grande escritor francês André  Malrroux escreveu um livro – A CONDIÇÃO HUMANA – que  nos  fala da precariedade da  vida.

 

Não me venham com discursos de fariseus; é preciso expulsá-los do TEMPLO. São vendilhões que transformam tudo em mercadoria e não sabem a dor de um pai nesta Noite  de Natal. Ó Jerusalém,  os sinos dobram por ti!

-___________________________

Nota de rodapé: crônica escrita na madrugada do dia 25.12.2014