Por Eduardo Gosson(*)

Quando pensávamos que a Monarquia estava extinta no Brasil, eis que encontro na Av. Xavier da Silveira, em Morro Branco, Natal-RN,  indícios destes tempos bons que, no Brasil, durou cinquenta anos e foi responsável pela  estabilidade política, permitindo a nossa consolidação como Nação.

Os piratas que aportaram no RN eram franceses – Jacques  Riffoles e suas embarcações que descansavam no Rio Potengi. Hoje, como  vizinho, tenho João Maria Pirata que tem apenas um olho. O  outro , João Maria Pirata perdeu numa luta com  traficantes de cocaína. Traficou dos 13 aos 45 anos. Pertenceu ao grupo de Fernandinho Beira-mar, até que foi tocado pela mão do Espírito Santo. Hoje, João Maria Pirata é o irmão João – servo de Deus. E para não perder o reinado ele cria uma cachorra de nome Princesa.   Desde o dia que chegou  na vizinhança, late 24 horas sem parar.

Para completar  temos uma cantora gospeal, esposa do irmão João, que à meia-noite faz o seu show particular, convidando-nos para os braços de JESUS. Promete-nos a Salvação. Decida-se porque JESUS está voltando para pegar a sua igreja.

 

(*) Poeta, presidiu a UBE-RN de 2008-2013