Olá,estou escrevendo para falar de uma realidade dura e cruel que envolve um povo sofredor,batalhador e conquistador.Povo esse do qual faço parte, que mesmo discriminado pela sociedade brasileira não se entrega e não se intimida diante das muitas dificuldades por eles encontradas.O povo nordestino é um povo acima de tudo guerreiro,e aqui eu quero destacar uma classe de pessoas que existe há muito tempo :falo dos mineradores e garimpeiros que dão suas vidas pela sua dignidade,os pais pra não terem que roubar trabalha duro pelo sustento de sua família,os jovens perdem o direito de serem felizes quando passam anos e anos de suas vidas trabalhando pra poder comprar um calçado ou um par de roupas.Quero destacar pessoas dos interiores do RN e PB que trabalham abaixo do chão cavando túneis sem nenhuma segurança .Para extrair um minério chamado caulim, é preciso cavar em grande profundidade. Os buracos ou túneis de onde é extraído o minério vez por outra desmoronam, esmagando tudo o que estiver na sua frente ou em baixo, como é o caso aqui mencionado. Derramo minhas lágrimas ao escrever este texto, lembrando que muitas pessoas já morreram cavando tuneis e banquetas embaixo da Terra. .O mais triste de tudo isso é que mares e mares de dinheiro são jogados fora pelos governantes,quando poderiam investir em empregos para esses jovens que vivem e morrem pela sua honra e pelo seu pão. Hoje, dia 20/01/2011, exatamente às 22h19min, deixo uma interrogação: “- por que não reconhecer as pessoas que morrem para o conforto do seu próximo?” Acordei pra escrever este texto desde que aproximadamente uns dois meses, o meu grande amigo da adolescência “LÁZARO”, residente no sitio Carneira, foi feito vítima de um desmoronamento de um túnel. Todo o seu corpo foi esmagado. A vida de mais um nordestino que morreu pela sobrevivência, matando os sonhos de um jovem cheio de esperança e de planos para o futuro.E o que dizer da dor desta família e deste pai que não pode oferecer condições dignas de vida para este filho, a ponto de vê-lo morrer trabalhando? Enquanto os jogadores de futebol estão ganhando milhões por mês,enquanto os políticos estão lutando e batalhando duramente pelas emendas que lhes dão grandes aumentos de salários, nos interiores nordestinos muitos tem perdido a sua vida pela própria vida. Pense nisso.

Janielson José de Azevedo.