O Comando da 7ª Brigada de Infataria Motorizada, sediado em Natal (RN), que tem
o nome do índio potiguar Felipe Camarão, quer criar o seu dia para assim prestar
uma justa homenagem a um dos líderes brasileiros na Insurreição Pernambucana

contra o domínio holandês (1624-1654), conhecida como Batalha dos Guararapes.

De acordo com o coronel da reserva Francisco de Assis Xavier Reis, Relações
Públicas da 7ª Brigada, a ideia é que a data para a homenagem seja o dia 24 de
agosto, dia do falecimento de Felipe Camarão – 24 de agosto de 1648 – que morreu
com graves ferimentos após lutar bravamente contra os holandeses.

Cel Reis disse que já está acertado a criação de um selo – veja arte à esquerda
acima –  e a gravação de um dobrado – já tendo inclusive três compostos por
próprios membros da Armada – para no dia 24 de agosto próximo ser levado ao
público num evento a ser realizado na praça 7 de setembro, centro histórico da
capital potiguar, com a banda do Exército.

Os compositores são o cabo Jefferson; e os terceiros sargentos Cardoso e Porto.
Um deles terá o dobrado escolhido para ser o Hino de Felipe Camarão, o Índio
Poti. A FJA [Fundação José Augusto], órgão que lida com a cultura no governo do
Rio Grande do Norte, vai participar na escolha do melhor dobrado, a pedido do
próprio Comando da 7ª Brigada.

Projeto de Lei
A homenagem a Felipe Camarão não se resume a ser apenas uma homenagem local. De
acordo com o cel Reis, tramita no Senado um projeto de Marco Maciel (DEM), que
inscreve os nomes de Francisco Barreto de Menezes, João Fernandes Vieira, André
Vidal de Negreiros, Henrique Dias, Antônio Dias Cardoso e Felipe Camarão no
livro dos Heróis da Pátria. Todos líderes na Batalha dos Guararapes.

No livro dos Heróis da Pátria, justifica Marco Maciel, “constam grandes vultos
da história brasileira, como Joaquim José da Silva Xavier – Tiradentes -,
Marechal Deodoro da Fonseca, Zumbi dos Palmares, Dom Pedro I, Plácido Castro,
Duque de Caxias, Marquês de Tamandaré, José Bonifácio de Andrada e Silva,
Almirante Barroso, Alberto Santos Dumont e, nada mais justo que, por seus
inequívocos méritos, incluir os líderes da Insurreição Pernambucana contra o
domínio holandês neste elenco de personalidades que marcaram momentos distintos
de nossa rica trajetória histórica”.

O cel Reis quer o apoio da bancada de senadores do Rio Grande do Norte para que
o projeto de Marco Maciel seja votado e aprovado o mais rápido possível para
que, já no próximo ano, Felipe Camarão seja incluído no rol dos heróis
brasileiros que lutaram bravamente contra os invasores.

Telefones para contato com o cel Reis: (84) 9184-5104 e (84) 3092