Limite

a mulher desafina
o filho
com seu fel
cinzento.

corre denso
o sangue de cimento.

************************************

Louca

tantas montanhas
rio abaixo
que,
se salto,
chovo.

************************************

Transe

a areia clara
do seridó
me move-
diça:

de sereia
a hortaliça.

*************************************

Avessa

venenosa,
uma pétala de arame.

 

Iara Maria Carvalho
Currais Novos/RN