POETA
Conhece as plantas,
conhece o mar,
conhece o verbo.
Quando junta as três coisas,
planta mar no céu
ou em vasos de bonsai.


DORMÊNCIA
As palavras sempre estiveram comigo
em estado de dormência.
Anos a fio elas me acompanharam tesas.
E eu as conservei quietas, caladas.
Hoje elas me ultrapassam
e eclodem aos montes:
em pedaços de papel, guardanapo ou folha.
Agora tento organizar em buquê,
o que cresceu das sementes.


FILHO
Nove luas para te gerar,
A vida inteira para te cuidar em todas as fases.