Eu, feliz,

testemunha ocular do clímax

faço da tempestade

um copo de suco de laranja.

Aluízio Mathias

 

POEMOTIVO

Aluízio Mathias

 

teus cabelos foram jogados

na noite de sexta-feira

em que eu fazia dez anos.

chovia no chão fazendo molhar

os versos poeirentos de amor.

me liguei na tua imagem

como quem assiste tv

e termina pegando no sono.

 

horas depois acordei na beira-mar

querendo te perder.

 

 

ESPECULAÇÃO

O que ontem aqui

era lixo

hoje jaz como edifício.

Aluízio Mathias

ANDAIME

 

Minha vida passeia no elevador

Como todas as vidas que passam pelo elevador

O elevador passa por cima de mim

E por cima passa o meu desespero

Para desespero do elevador

Eu me desligo do mundo

E o mundo irônico

Esquece de mim, do elevador

E se desespera vida abaixo.

 

Aluízio Mathias

 

 

JUNINA

 

Na festa bandeira

Serei coração de fogueira

Vôo forte de balão

 

Queimando o teu corpo adentro

Sempre acenderei o fogo

Artifício de paixão

 

Aluízio Mathias

Maiores informações sobre o trabalho de Aluízio Mathias acessar as páginas:

http://www.dhnet.org.br/direitos/militantes/matias/index.html

http://www.dhnet.org.br/cultura/circular/index.html

http:/www.dhnet.org.br/tecidocultural