SINOS

À meia-noite

abrem-se

os braços

a boca

coração

o bem-me-quer

o mau-me-quer.

Ao meio-dia

o sol não para

de me dizer

Já vai tarde.

NEPAL

Nos rituais secretos das velhas tribos

nas mãos da sacerdotisa,

pres ente para os deuses traz.

Ao som da luz dançam os espíritos

o mundo invisível manifesta-se

em transe.

Transe

através do fogo, nossos corpos

invadem o cotidiano sangue animal.

Os deuses não trazem bençãos

das viagens ácidas

do gelo eterno

das terras do fim do mundo.

Tatuada em sonhos

teu perfil de riso e pranto

parece  um quadro de desejo

que moldura meu espaço

O CANTO

INEXPLICAVEL

IRRECONHECIVEL

COBERTO DE

PARALELOS AC RÓSTICOS.

UM CANTO

QUE PARECE

PERDIDO

PADECE

ESQUECIDO.

O CANTO

BARULHO

INFLUENCIANDO

MENTES  MEDÍOCRES

DEMENTES.

UM CANTO

ESPACIAL

VULNERAVEL

COMANDO DIGITAIS

INTERCALADOS

O CANTO

DA BONBA SILENCIOSA

DA MAIS PROFUNDA

BELEZA ATÔMICAS

VELUDO E SARGETAS

OLHARES POR TODOS OS LUGARES

SINAIS ABERTOS, SINAIS FECHADOS

ANÚNCIOS EM NEON

PEDRAS QUE ROLAM

NOTICIA QUE CIRCULA

A BEBIDA DESCE

O TRAGO DO CIGARRO

SOBE NA ESCURIDÃO DA NOITE

NUM PISCAR DE OLHOS

O SER, A MENTE EMBRIAGADA

RASGA A MADRUGADA

ATIRANDO-SE AO CHÃO.

MARCAS DE BATOM

PREVALESCE NO ROSTO

ABATIDO P E LAS DROGAS DA VIDA

VAGANDO FEITO FANTASMA

EM BUSCA DO NADA

NA EXATIDÃO DO SER, SEM SENTIDO

VIVO FRIGIDO, OPACO, VAZIO.

ONDE ESTOU

ATÉ ONDE IREI CHEGAR

TALVEZ  UMA NOITE DE AMOR

UMA COLISÃO DE CORPOS

UM TIRO PELA CULATRA

PARA MATAR A SEDE

DE ALMA DESGARRADA.

PARA JANIS JOPLIM

LÁMINAS CESSAM A DOR

DO PULSO.

FLORES  PERFUMADAS

TEM ESPINHOS.

ÁCIDOS SÃO OS VENTOS

DA MORTE.

ÁÇIDOS MUDAM AS CORES

DA NATUREZA.

CAIMBRAS  CONTORCEM

OS MÚSCULOS.

DROGAS ILEGAIS

SÃO LEGAL?
CEGOS RECITAM

EM BRAILE.

ÓTIMO O CHEIRO DA LANÇA

PERFUME.

PASSOS CAMINHAM

EM DESCOMPASSOS

A FORCA ALIVIA A DOR

NACABEÇA.

AMARGO O SABOR

SOLIDÃO.

BRUMAS

 

APENAS UMA LEVE BRIZA

ROMPE AS FERIDAS DA JANELA

O VENTO SOPRA A CHAMA DA LUZ

NO LAMENTO DO SILENCIO.

AS CORTINAS SE VOLTAM

PARA MIM

PARA CARAVAGGIO

 

VI HOMENS COPULANDO COM HOMENS

MULHERES FAZENDO AMOR COM MULHERES

E AS NINFAS NUAS CANTANDO.

VI IMENSOS TURBILHÃ.ES DE CORPOS

NAS ORGIAS ROMANAS DE AMACORD

TRANSFORMANDO DIVINOS ESPETÁCULOS

EM PECADOS PROMOVIDO

PELA SERPENTE DO PARAISO.

GOTA

A MORTE

UM PORRE

A VIDA

UMA RESSACA

DO PROXIMO

PORRE.