- A D. Pedro Casaldáliga –

“Ha vuelto la golondrina

del Aleluya.”

- D. Pedro Casaldáliga -

“Querido Horácio, poeta colega e amigo ou “compañero del alma, compañero”,

É bom se comunicar porque a comunicação reforça a comunhão. Além do mais sempre é oportuno um toque de companhia na sempre possível solidão.

Estou-me confirmando na idéia de que você tem recebido alguma visita de São João da Cruz; sem sacudidas, com uma nordestina sobriedade. Esse “devocionais” tem um quid de humor sacro.

Horácio, que o Espírito te siga acompanhando e que você siga acompanhando a caminhada. E seguiremos unidos na luta diária do Reino. Com um forte abraço e a Paz.

Pedro Casaldáliga.”

AFORISMO

O paraíso
é a presença
de Deus.

CANTIGA DE PENTECOSTES

Uma luz avistei, Senhor
uma luz de vossa noite
uma luz de meio-dia
uma luz de meia-noite
uma luz que me chamava
e a noite anunciava
mas me dizia “espera
entende melhor a noite
ainda precisas viver
para inteira vivê-la”.

JUS DEI

A Mariano José Bezerra Filho

A realidade
é a opção
do provável.

O real
é Deus.

SOU DE DEUS

Sou de Deus

Por isso preparo o meu retorno
com a voz do coração
que indaga

com o olhar
acima da montanha

com os pés
supondo estar no caminho certo

NÃO DESTRUAS NADA

Não destruas nada

E se acaso
criaste abismos
para ti mesmo
afasta-te agora

Preserva o que salvaste
e considera o que ainda
-  por mérito ou razão  -
parece sobreviver

Vai até Ele
e humildemente entrega
o que restou de ti

O pouco é tudo

E em Seu coração
serás maior…

PARA CHEGAR ATÉ VÓS

Para chegar até Vós
juntei palavras
que depois se agruparam
em círculo mudo

Delas porém não precisei
satisfeito de estar convosco
em silêncio contemplativo

RECEBO O QUE ME DAIS

Recebo o que me dais, Senhor.

Colhi de vossas mãos
a esperança,
tenro fruto do amanhã.

Destes-me o esplendor
e também a solidão  -
e fiquei só entre os irmãos.

E assim para sempre ouviria
unicamente a minha voz
não fora o amor
ou a morte  -
ambos arautos da união.

Recebo o que me dais, Senhor.

Com resignação,
recebo o que me dais.

Mas afastai de mim o cálice escuro
que ensombra os espaços
e turva os horizontes.

E porque sois o Caminho,
a Verdade e a Vida

Revelai-vos!

Para que eu veja pelos vossos olhos
e em vosso amor
a salvação que anunciais.

Recebo, em festa, o que me dais, Senhor.

PARTIDA

postais sentinelas
no dorso das miragens
enquanto vós mesmo vasculhais
o pátio interno

piedoso porém ante o olhar
-  cortado pelas vagas  -
a vos aguardar
submisso
no cais de embarque

SERÁ PROPÍCIA A HORA

Será, Senhor, sempre propícia a hora
que havereis de determinar.

A perfeição é o juízo em vós
e não contesto a hora que me dareis.

O caminho está aberto.

Da gávea avisto a estrela d’alva
e o lento pôr-do-sol.

Entrego-vos, Senhor, em castidade, o corpo,
e o espírito, em liberdade, é vosso.